Quero você aqui..
comigo, pra sempre.
Queria saber ver voar pra lá do alto poder ver você

twerklikecyrus:

bby😍

Posted 7 Fevereiro 2014, Há 2 meses | 825 notas | reblog this post
(originally twerklikecyrus / via fuckyeahmileyfashion)
E de repente o destino leva cada um pro seu lugar.
Autor Desconhecido.   (via l-i-t-t-l-e—h-o-u-s-e)
Posted 25 Janeiro 2014, Há 2 meses | 11.506 notas | reblog this post
(originally legitimei / via dacordaalma)
O rouge virou blush. O pó-de-arroz virou pó-compacto. O brilho virou gloss. O rímel virou máscara incolor. A Lycra virou stretch. Anabela virou plataforma. O corpete virou porta-seios. Que virou sutiã. Que virou silicone. A peruca virou aplique… interlace… megahair… alongamento. A escova virou chapinha. ‘Problemas de moça’ viraram TPM. Confete virou MMs. A crise de nervos virou estresse. A purpurina virou gliter. A tanga virou fio dental. E o fio dental virou anti-séptico bucal. Ninguém mais vê: O à-la-carte porque virou self-service. A tristeza agora é depressão. O espaguete virou miojo pronto. A paquera virou pegação. A gafieira virou dança de salão. O que era praça virou shopping. A areia virou ringue. O LP virou CD. A fita de vídeo é DVD. O CD já é MP3. É um filho onde eram seis. O álbum de fotos agora é mostrado por e-mail. O namoro agora é virtual. A cantada virou torpedo. E do ‘não’ não se tem medo. O break virou street. O samba, pagode. O carnaval de rua virou Sapucaí. O folclore brasileiro, halloween. O piano agora é teclado, também. O forró de sanfona ficou eletrônico. Fortificante não é mais Biotônico. Polícia e ladrão virou Counter Strike. Fauna e flora a desaparecer. Lobato virou Paulo Coelho. Caetano virou um pentelho. Elis ressuscitou em Maria Rita. Raul e Renato. Cássia e Cazuza. Lennon e Elvis. A AIDS virou gripe. A bala antes encontrada agora é perdida. A violência está maldita. A maconha é calmante. O professor é agora o facilitador. As lições já não importam mais. A guerra superou a paz. E a sociedade ficou incapaz. De tudo. Inclusive de notar essas diferenças.
Luís Fernando Veríssimo.  (via perolizar)
Posted 15 Janeiro 2014, Há 3 meses | 60.265 notas | reblog this post
(originally cetamourenmoi / via perolizar)
Posted 14 Janeiro 2014, Há 3 meses | 59.399 notas | reblog this post
(originally hotsouls / via faz-sonhar)
Posted 13 Janeiro 2014, Há 3 meses | 143 notas | reblog this post
(originally myhistory-mytattoos-mylife / via psicoseando)
Posted 8 Janeiro 2014, Há 3 meses | 4.524 notas | reblog this post
(originally garottodevans / via resonares)
Me desculpe, se eu não consegui te dar o mundo.
Deixo você ir (via thisscars)
Posted 8 Janeiro 2014, Há 3 meses | 103 notas | reblog this post
(originally re-citaar / via caligrafivel)
Posted 6 Janeiro 2014, Há 3 meses | 2.802 notas | reblog this post
(originally b-a-s-t-e-t / via gnarlywae)
Posted 6 Janeiro 2014, Há 3 meses | 182.006 notas | reblog this post
(originally translyvanianightmare / via resonares)
Posted 6 Janeiro 2014, Há 3 meses | 254.303 notas | reblog this post
(originally cheddar-sleaze / via resonares)
Posted 6 Janeiro 2014, Há 3 meses | 49 notas | reblog this post
(originally fuckyeahmileyfashion / via fuckyeahmileyfashion)
Posted 6 Janeiro 2014, Há 3 meses | 3.834 notas | reblog this post
(originally lovelymileyyyy / via fuckyeahmileyfashion)
Ele sempre foi o tipo certo mais errado do mundo, e eu gostava disso. Gostava mesmo. Ele sempre foi quem eu deveria manter distância. Mas também foi o que me puxava pra perto. Ele sempre foi chuva, tempestade e até temporal. Mas eu sempre fui furacão. Ele sempre me dá vontade de desistir, e eu desisto até. Vou embora, bato pé e me recuso. Mas é que eu sempre preciso voltar. E ele é difícil. É todo meu oposto, todo meu contrário. Nós não fomos feitos pra ficarmos juntos. Mas é que não servimos pra ficar separados. Ele é x e eu sou y. Na conta não tem solução, na prática muito menos.
Robin and Stubb.  (via reinverbos)
Posted 6 Janeiro 2014, Há 3 meses | 39.407 notas | reblog this post
(originally promessasvazias / via fora-do-cliche)
Posted 5 Janeiro 2014, Há 3 meses | 7.023 notas | reblog this post
(originally mileyyyyyy / via fuckyeahmileyfashion)
Eu espero que você encontre uma daquelas meninas bem cretinas. Dessas que te coloque apelidos fofos e no mesmo dia, esteja chamando outros da mesma forma. Que lhe deseje “boa noite” tendo uma noite maravilhosa com o vizinho gostosão. Que lhe diga a cada 5 segundos que te ama, mas que não faça nada pra demonstrar isso. Sabe, é de uma menina assim que você precisa. Você merece ir atrás dessa vadia escrota, merece correr atrás dela, fazendo mil juras de amor e ela nem se importar com você. Sabe porque eu estou te desejando isso? Porque quando você encontrar uma guria assim, você vai lembrar da besta aqui. Pois foi eu quem te ajudou a levantar quando caístes, foi eu quem enxugou as suas lágrimas, foi eu quem ligava todos os dias e sempre fazia a mesma pergunta: “Como foi o seu dia meu amor?” Você vai querer voltar pra quem te amou de verdade, do jeito mais sincero que existe. Você vai procurar em tudo que é canto o meu numero, e não vai achar. Vai perguntar pros teus amigos, se eles ainda lembram de mim, vai perder o sono pensando em mim, e no quanto poderia está sendo feliz agora. Você vai procurar o meu novo endereço, nas redes sociais, e vai atrás de mim com o “rabo entre as pernas” dizer que está com saudades. E tentar ter de volta, o que você acha que sempre foi ou era teu. Mas sabe, quando você resolver bater na minha porta, será outro que vai atender. Ele vai estar de toalha te olhando nos olhos perguntando quem é você. E eu estarei rindo da sua cara, dizendo: “Poderia ser você aqui comigo, mas quer saber foda-se, eu não me importo mais contigo.”
O Diário de Sofi.   (via expurgar)
Posted 4 Janeiro 2014, Há 3 meses | 1.694 notas | reblog this post
(originally expurgar / via tequila-ouro)
A minha comida anda muito sem sal sem o seu tempero, sem seu toque, minha cama anda suspeitamente arrumada, sem nossas brigas durante a noite, eu ando muito rasteira, desarrumada sem sua presença, sem sua motivação. Meu cachorro está há dias sem se alimentar, se lembra você que o me deu. O meu dedo, está sentindo uma falta imensa do nosso anel de compromisso, meus vizinhos andam percebendo minha falta de movição, meu cabisbaixo, minha televisão não suporta mais eu chorando em frente aos filmes mais românticos e trágicos. Meu travesseiro durante a noite é a minha melhor compania, o meu sorriso foi-se junto com a sua presença, mas como dizem normalmente: Eu estou muito bem (muito mal, sentindo a sua falta a cada passo infalso), pode ir, acho que irei me virar, tudo isso em meio há lágrimas numa mesma noite. — Hannah R (preferenciav0dka)

theme por nostalgia-surreal; base por amar-gura e memorias agridoces; alguns detalhes da heylove e elasocurtejackdaniels; não seja um filho da puta, crie vergonha nessa sua cara, e faça o favor de não copiar nada aqui. Obrigado rsrs














1 2 3 4 5 »